4 lições do Pokémon Go para a gestão de clientes

Não resta a menor dúvida que o game Pokémon GO foi o lançamento que causou o maior impacto na sociedade globalizada em 2016. E quando surge algo capaz de mobilizar tantas pessoas diferentes como aconteceu com esse jogo, é inevitável perguntar quais as lições podemos tirar disso, especialmente sobre gestão de clientes.

Como Pokémon GO conseguiu influenciar tantas pessoas e como o jogo é capaz de manter tanta gente ativa? Mais importante: como você pode usar os mesmos conceitos para gerar esse nível de engajamento com o seu negócio?

É isso que veremos no artigo de hoje. Portanto, continue lendo para saber mais!

1. O ser humano não consegue ignorar uma boa caça ao tesouro

A Niantic, desenvolvedora de Pokémon GO, aplica uma regra básica de gestão de clientes para fazer seus jogadores embarcarem na sua estratégia: o engajamento se cria através da diversão.

O jogo sabe que partir em uma “caça ao tesouro” pela cidade em busca de Pokémons raros é divertido. Além disso, as pessoas podem usar as câmeras do celular e a realidade aumentada para tirar fotos suas (ou dos seus amigos) com os Pokémons na rua.

As pessoas adoram o sentimento de aventura que desafios interessantes proporcionam e isso pode ser usado por empresas para criar engajamento em suas ações de marketing e gestão de clientes.

2. O sistema de esforço e recompensa é o centro da gestão de clientes

Para conquistar um bom nível de participação por muito tempo, só diversão não basta e Pokémon GO dá uma outra lição de gestão de clientes: esforço e recompensa através da gamificação.

Para capturar mais monstrinhos, os jogadores são incentivados a se locomover até PokéStops (pontos espalhados pela cidade), onde eles recebem novas pokébolas.

Além disso, as PokéStops também dão alguns ovos de Pokémon para os jogadores. Cada ovo exige que o jogador percorra uma certa quilometragem com o jogo ligado para que o ovo seja chocado. Quanto maior a distância percorrida (2, 5 ou 10 quilômetros), mais raro o pokémon recebido em troca.

3. A demanda que Pokémon GO supre é despertada pelo próprio aplicativo

Pokémon GO é um jogo gratuito que qualquer pessoa com um dispositivo móvel compatível pode baixar, instalar e jogar sem precisar pagar absolutamente nada para a Niantic. Mas como a empresa consegue obter recursos para pagar seus custos e obter lucro? Simples: o jogo supre uma demanda que ele mesmo cria.

O interesse da desenvolvedora é manter Pokémon Go aberto nos celulares das pessoas o maior tempo possível. Quanto mais elas jogam, mais difícil fica o jogo e maior a necessidade de itens extras para melhorar a experiência de jogo.

Além das PokéStops, pokébolas podem ser compradas através da loja do jogo (20 bolas são vendidas por R$ 3,19). Outros itens importantes, como o lure e o incense (que atraem mais Pokémons), também estão a venda.

4. A inovação do relacionamento com o cliente é essencial para o sucesso

Pokémon GO é um jogo em beta. Isso significa que se trata de um game ainda em desenvolvimento, recebendo melhorias aos poucos.

Muitos empresários podem torcer o nariz à ideia de lançar um produto (ou serviço, ou campanha de marketing) “incompleto” no mercado, mas a lição do game nesse caso é muito benéfica.

No começo do jogo, não demorou muito para usuários aprenderem macetes que tornaram o jogo injusto para os outros jogadores. Aos poucos a Niantic foi aprendendo com os próprios usuários e desenvolvendo recursos e novidades para melhorar a experiência dos seus clientes.

Analisar resultados e agir para otimizar a experiência dos usuários é, em poucas palavras, a síntese do que é uma boa gestão de clientes – e uma das lições mais valiosas de Pokémon GO.

Para concluir e resumir nosso texto de hoje, aprendemos quatro poderosas lições de gestão de clientes direto de Pokémon GO:

  • Diversão cria engajamento;
  • Esforço e recompensa mantêm os clientes;
  • A oferta pode ser criada por você;
  • Analisar resultados e otimizar experiências é essencial.

Se você gostou desse artigo, compartilhe-o em suas redes sociais e marque seus amigos na sua publicação. Quem sabe quais outras lições de gestão de clientes eles podem ter aprendido com Pokémon GO?

Compartilhe em suas redes sociais...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone